BRASIL - SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA DA COVID-19
04/09/2021 - 22:00

O Ministério da Saúde (MS) recebeu a primeira notificação de um caso confirmado de covid-19 no Brasil em 26 de fevereiro de 2020. Com base nos dados diários informados pelas Secretarias Estaduais de Saúde (SES) ao MS, de 26 de fevereiro de 2020 a 4 de setembro de 2021, foram confirmados 20.877.864 casos e 583.362 óbitos por covid-19 no Brasil. Para o País, a taxa de incidência acumulada foi de 9.859,4 casos por 100 mil habitantes, enquanto a taxa de mortalidade acumulada foi de 275,5 óbitos por 100 mil habitantes.

A SE 35 de 2021 encerrou com um total de 149.259 novos casos registrados, o que representa uma redução de 13% (diferença de 22.859 casos) quando comparado o número de casos registrados na SE 34 (172.118). Em relação aos óbitos, a SE 35 encerrou com um total 4.352 novos registros de óbitos representando uma redução de 9% (diferença de 449 óbitos) se comparado ao número de óbitos novos na SE 34 (4.801 óbitos).

O maior registro de notificações de casos novos em um único dia (115.228 casos) ocorreu no dia 23 de junho de 2021 e de novos óbitos (4.249 óbitos) em 8 de abril de 2021. Destaca-se que a data de notificação pode não representar o dia de ocorrência dos eventos, mas exprime o período ao qual os dados foram informados nos sistemas de informação do Ministério da Saúde. Anteriormente, considerando o período após agosto de 2020, o dia ao qual foi observado o menor número de casos novos (8.429 casos) foi 12 de outubro de 2020 e o menor número de óbitos novos (128 óbitos), em 8 de novembro de 2020.

Em relação aos casos, a média móvel de casos registrados na SE 35 (29/8 a 4/9/2021) foi de 21.323, enquanto que na SE 34 (22 a 28/8/2021) foi de 24.588, ou seja, uma redução de 13% no número de casos novos da semana atual. Quanto aos óbitos, a média móvel de óbitos registrados na SE 35 foi de 622, representando uma redução de 9% em relação à média de registros da SE 34 (686).

A Figura 1 apresenta a distribuição por SE dos casos de covid-19 recuperados e em acompanhamento no Brasil em 2020 e 2021. Ao final da SE 35 de 2021, o Brasil apresentava uma estimativa de 19.838.912 casos recuperados e 455.590 casos em acompanhamento.

O número de casos “recuperados” no Brasil é estimado por um cálculo composto que leva em consideração os registros de casos e óbitos confirmados para covid-19, reportados pelas secretarias estaduais de saúde, e o número de pacientes hospitalizados registrados no Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe). Inicialmente, são identificados os pacientes que se encontram hospitalizados por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), sem registro de óbito ou com alta no sistema. De forma complementar, são considerados os casos leves com início dos sintomas há mais de 14 dias que não estão hospitalizados, somados aos que foram hospitalizados e receberam alta (com registro no SIVEP-Gripe) e que não evoluíram para óbito.

São considerados como “em acompanhamento” todos os casos notificados, nos últimos 14 dias, pelas secretarias estaduais de saúde e que não evoluíram para óbito. Além disso, dentre os casos que apresentaram SRAG e foram hospitalizados, consideram-se “em acompanhamento” todos aqueles que foram internados nos últimos 14 dias e que não apresentam registro de alta ou óbito no SIVEP-Gripe.

 

FIGURA 1. Distribuição dos registros de casos recuperados e em acompanhamento por semana epidemiológica de notificação. Brasil, 2020-21

Covid Brasil figura 1

Fonte: SES. Dados atualizados em 4/9/2021, às 18h, sujeitos a revisões

 

TABELA 1. Distribuição dos registros de casos e óbitos novos por covid-19 na SE 35, total, coeficientes de incidência e mortalidade (por 100 mil hab.), segundo região e Unidade da Federação (UF). Brasil, 2021

Covid Brasil Tabela 1

Fonte: SES. Dados atualizados em 4/9/2021, às 19h, sujeitos a revisões

 

Fonte: Ministério da Saúde 

Últimas Notícias