• Português
  • Espanhol
  • Inglês

Seguro saúde

É prudente que você contrate um seguro de saúde quando viajar para outros países, com cobertura de tratamento médico/odontológico e/ou deslocamento por motivo de saúde. Do contrário, saiba que esses serviços no exterior são caros e, se necessários, podem afetar seu planejamento financeiro.

Lembre-se de ter sempre com você os números de telefones que permitem o atendimento do segurado no exterior.

Um acordo assinado por países da Europa - o Tratado de Schengen - além de promover a livre circulação de pessoas nos países signatários, estabelece a obrigatoriedade da contratação de Seguro Saúde para turistas, no valor mínimo de 30.000 euros para garantir assistência médica em caso de doença ou acidente.

Os signatários desse acordo são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Liechtenstein, Suécia e Suíça. Três novos integrantes permanecem em fase de implementação:  Bulgária, Romênia e Chipre. Por enquanto, a Bulgária, a Croácia, o Chipre, a Irlanda, a Romênia e o Reino Unido são os Estados‑Membros da União Europeia que ainda não fazem parte do Espaço Schengen.

Para viajar para Cuba, também é obrigatório ter seguro viagem para assistência médica, com cobertura mínima de U$ 10.000,00, que pode ser comprado antes de embarcar ou no próprio aeroporto.

O governo da Austrália exige que estudantes de intercâmbio tenham o seguro saúde Overseas Students Health Cover (OSHC).

Certos países mantêm acordos internacionais recíprocos com o Brasil, que permitem o atendimento de cidadãos brasileiros nas suas redes públicas de saúde. Cabo Verde, Itália e Portugal são alguns destes países. Para saber mais: Certificado de Direito a Assistência Médica.
Recomendar esta página via e-mail: