• Português
  • Espanhol
  • Inglês

Vacinas para quem vem para o Brasil

Vacina contra febre amarela 

Não há obrigatoriedade de comprovação vacinal ou profilaxia para entrada no Brasil, no entanto, o Ministério da Saúde recomenda que os turistas internacionais atualizem a sua situação vacinal previamente à chegada ao país, conforme as orientações do calendário de vacinação do país de origem ou residência.

No Brasil essas são as orientações.

Se você estiver indo a uma área com recomendação de vacina (ACRV) e não for vacinados ou tiver sido vacinados há mais de 10 anos com apenas 1 (uma) dose contra febre amarela, recomenda-se a vacinação no mínimo 10 dias antes do deslocamento.

As ACRV são rurais ou silvestres (de turismo ecológico, de caça e pesca e outras atividades de trabalho ou lazer) nos estados das regiões Norte e Centro Oeste, além dos estados de Minas Gerais e Maranhão e de alguns municípios dos estados do Piauí, Bahia, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Confira a lista de municípios brasileiros com recomendação sobre vacinação contra febre amarela e as orientações do Ministério da Saúde sobre a doença.


Vacinas contra sarampo e rubéola 

A vacina contra o sarampo e rubéola é a única medida preventiva e a mais segura. É importante que o esquema vacinal esteja completo.

No Brasil, o calendário de vacinação da criança estabelece que a vacina tríplice viral (contra sarampo, rubéola e caxumba) deve ser aplicada aos 12 (doze) meses de vida e a tetraviral (contra o sarampo, rubéola, caxumba e varicela) aos 15 (quinze) meses.

Adultos até 49 (quarenta e nove) anos também necessitam verificar se estão com a vacinação atualizada. Se não, devem receber uma dose da tríplice viral (contra sarampo, rubéola e caxumba) ou da dupla viral (contra sarampo e rubéola).

O Brasil recomenda a vacinação antes do deslocamento para áreas de risco.

Leia mais informações sobre Sarampo.
Recomendar esta página via e-mail: