Alertas

13/03/2019

Brasil - Monitoramento do Período Sazonal da Febre Amarela - 2018/2019

Situação Epidemiológica FA



Maoa FA Março 2019

Vigilância de Casos Humanos 
Foram registrados casos humanos confirmados nos estados de São Paulo (53) e do Paraná (04) (Tabela 1). A maior parte dos casos eram trabalhadores rurais, sendo 51 do sexo masculino, com idades entre 08 e 87 anos. O primeiro caso confirmado no Paraná teve data de início dos sintomas em janeiro/2019 (SE-04), dentro do período sazonal da doença (dezembro a maio), quando foram registrados 56 dos 57 casos confirmados. Entre os casos confirmados, 13 evoluíram para o óbito.

Tabela+Figura

Vigilância de Epizootias em Primatas Não Humanos – PNH (macacos) 
Foram registradas epizootias de PNH confirmadas em São Paulo (18), no Rio de Janeiro (08), em Minas Gerais (01), no Mato Grosso (02) e no Paraná (01), com o maior número de epizootias confirmadas na região Sudeste (90%; 27/30) (Tabela 2). A região Sul, que não havia sido afetada durante essa reemergência (iniciada em 2014), registrou circulação do vírus a partir de janeiro/2019 (SE-04).

Tabela 2 + figura 3

II – ÁREAS DE RISCO 
Diante desse cenário, é fundamental que os municípios das áreas de risco ampliem as coberturas vacinais (no mínimo 95% de cobertura), com o objetivo de garantir a proteção da população contra a doença, reduzindo o risco de óbitos e surtos pela doença e o risco de reurbanização da transmissão (por Aedes aegypti). 

Mapa FA


Fonte: Ministério da Saúde

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.