Alertas

14/05/2018

Febre Amarela no Brasil

O Ministério da Saúde atualizou as informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde sobre a situação da febre amarela no país.


Monitoramento da FA SE/18

Vigilância de Casos Humanos


No período de monitoramento 2017/2018 (julho/2017 a junho/2018), até a SE 18/2018, foram notificados 6.525 casos humanos suspeitos de FA, dos quais 3.963 foram descartados, 1.301 permanecem em investigação e 1.261 foram confirmados. Do total de casos confirmados, 409 evoluíram para o óbito (letalidade de 32,4% [409/1.261]). A maior parte dos casos confirmados foi notificada na região Sudeste (99,9% [1.260/1.261]) (Tabela 2).

  FA casos SE18

 

Epizootias


No período de monitoramento 2017/2018 (julho/2017 a junho/2018), até a semana epidemiológica (SE) 18, foram notificadas ao Ministério da Saúde 7.410 epizootias em PNH, das quais 1.903 foram descartadas, 2.544 foram indeterminadas (s/ coleta de amostras), 2.225 permanecem em investigação e 738 foram confirmadas por FA (em laboratório). Foram registradas epizootias de PNH confirmadas no Tocantins [3]; no Mato Grosso [1]; no Espírito Santo (2); no Rio de Janeiro [39], em Minas Gerais [100] e em São Paulo [593], com o maior número de epizootias confirmadas na região Sudeste (99,4%; 734/738).
 

 FA casos e epizootias SE 18
 
Fonte: CGDT/DEVIT/SVS/MS. Os pontos no mapa estão plotados no centroide do município e não georreferenciados no local de
ocorrência do evento.

 

Vacinação contra febre amarela


Em 25 de janeiro deste ano, teve início a Campanha de Vacinação contra Febre Amarela, em 77 municípios selecionados dos estados da BA, SP e RJ: 8 municípios (BA); 54 municípios (SP) e 15 municípios (RJ). No decorrer da Campanha, São Paulo ampliou a vacinação de forma gradativa, para mais 52 municípios.

Mesmo com o encerramento da campanha nos referidos municípios, as ações de vacinação continuam, visto a garantir o alcance da meta de cobertura vacinal de 95% da população elegível.

A vacina é dirigida a pessoas a partir de 9 (nove) meses de idade, sem comprovação de vacinação, residentes nos municípios definidos.





Fonte: Ministério da Saúde

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.